Archive

Archive for the ‘Ciência’ Category

10 Métodos Modernos de Lavagem Cerebral (3)

junho 17, 2012 1 comentário

Como você se sente agora que sabe que já tem bastante detalhes, como está sendo manipulado 24 horas por dia?

Mas vamos ver o resto também antes que você toma suas decisões e providencias.

8. O espectro eletromagnético – uma sopa eletromagnética envolve todos nós, causada por unidades modernas de monitoramento, que são conhecidos por ter efeitos sobre a nossa função cerebral. Em uma admissão tática, um pesquisador trabalhou com um “capacete de Deus”, a fim de induzir visões, alteradas do cérebro pelo campo eletromagnético. A nossa sopa moderna nos colocou em um banho passivo, capaz  de alterar potencialmente as ondas cerebrais por uma banda larga de possibilidades, tais como torres de celulares e de rádio em todo nosso ambiente mais próximo, servindo aos controladores da mente para uma intervenção mais direta. (Como esta interferência vazou e foi criticada duramente, provavelmente, esta função da interferência dos controladores da mente foi desativada. (Será? Tenho as minhas dúvidas!)

9. Televisão, Computador e “flicker rate”– Já é bastante ruim que tudo que está “programado” na sua televisão, foi projetado para deixar você literalmente adormecido mentalmente, e a TV se torna assim uma arma psicossocial. Testes de “flicker rate” mostram que as ondas cerebrais alfa são alteradas e se tornam uma espécie de hipnose. Isto não é nenhum bom sinal, pois as luzes podem transmitir dados codificados da Internet, quando piscam mais rápido do que os olhos podem ver. (Imagina, você está vendo um belo filme nas TV e secretamente está sendo programado para ser obediente aos comandos de alguém ou dos seus políticos.)

A taxa de intermitência para computadores é mais baixa, mas com jogos de vídeo, redes sociais e uma estrutura de base que sobrecarga o cérebro com informação, inclui o passo rápido da comunicação moderna, um estado de TDAH. Um estudo sobre jogos de vídeo tem revelado, que jogar extensamente leva a um fluxo sanguíneo reduzido ao cérebro, o que consequentemente reduz também o controle emocional.

Além disso, assumindo certos papéis em jogos de guerras e cenários de estado policial que parecem ser semelhantes a vida real, podem dessensibilizar a conexão com a realidade. Uma olhada no vídeo Colateral Murder da WikiLeaks deve ser familiar para qualquer um que já tem jogado o jogo (o chamado de dever) “Call of Duty”. Certos crimes brutais parecem ser uma consequência de ter confundido jogos violentos com a realidade.

10. Nanobots – Do horror de ficção científica diretamente no cérebro moderno: os nanobots estão ao caminho. Modificação direta do cérebro já foi chamado como “neuro-engenharia”. Um artigo da Wired Early 2020s do início de 2009 apontou que a manipulação direta do cérebro através de fibra óptica é um pouco caótico, mas uma vez instalado, “alguém que pode te fazer feliz ao apertar um botão”. Nanobots podem levar este processo a um nível automatizado, que ligam molécula por molécula do cérebro de uma nova e diferente maneira!  E pior ainda, estes minidroidos podem se auto-replicar, o que força á questão de como esse gênio da garrafa vai voltar para a garrafa, quando foi lançado de vez. A data prevista da chegada é quando?

Um esforço concentrado foi feito para gerenciar e predizer o comportamento humano, para que os cientistas sociais e a elite ditatorial podem controlar as massas e ao mesmo tempo se proteger da chuva de uma humanidade livre e completamente desperta. Só desta forma, percebendo suas tentativas de nos colocar para dormir, temos uma chance de salvar o nosso livre arbítrio.

http://theintelhub.com/2010/12/31/10-modern-methods-of-mind-control/

Fontes: Nicholas West

Imagens: foto-celular.com, fotobuckets,

2012: O que realmente está por vir para a Humanidade? (3)

junho 9, 2012 1 comentário

O Sol e o Mundo em Transição

O papel do sol no mundo em transição é um outro grande tema deste livro. Conforme a percepção de Eva Herman, a necessidade da verdade torna-se cada vez mais importante para as pessoas. Como exemplos, ela menciona outros escritores e jornalistas de investigação que hoje, com muita coragem, investigam ao fundo assuntos e relatórios falsos, que antes nunca foram expostas, mesmo sob o risco pessoal de cair em descrédito.

Além disso, movimentos de protesto como “Ocupar Wallstreet”, Wikileaks e outros que mais e mais pessoas apoiam, são mencionados, embora apenas muito poucas pessoas têm identificado os mentores secretos. Todas são motivadas exclusivamente pela busca da verdade e trazer mudanças necessárias no sistema corrupto.

O astrofísico Stephen Hawking, por exemplo: “O progresso da nossa compreensão nem sempre vem em pequenos e constantes ganhos que se baseiam no trabalho existente. Às vezes, um salto mental para uma nova visão de mundo é necessário.” E a autora levanta a questão: A humanidade se encontra atualmente num salto mental?

Até algumas décadas atrás ninguém falava de astrofísica, e mesmo a massa de cientistas – exceto alguns protagonistas – ridicularizou a teoria de que as estrelas ou as manchas solares e tempestades solares tiveram algum impacto, tanto no bem-estar, bem como influenciaram o comportamento humano. O quanto isso está desatualizado, Eva Herman comprova com resultados de pesquisas e com afirmações de astrofísicos internacionalmente reconhecidos.

Os resultados que surpreendem por si só, surpreendem mais ainda quando são comparados com previsões centenárias. Os resultados são tão significativas que até mesmo a NASA durante anos já pesquisa este campo. Um estudo encomendado por ela em 2011 confirmou a relação entre tempestades geomagnéticas do sol e o bem estar das pessoas.

O chefe da Divisão de Astrofísica da NASA, Richard Fisher, declarou: “O sol desperta de um sono profundo. Para os próximos anos, esperamos um aumento significativo da sua atividade. Ao mesmo tempo, a tecnologia do século 21 é altamente sensível às tempestades solares. Isso mostrou a tempestade solar em 1989 que apagou completamente toda a rede de energia no Canadá durante nove horas.”

Outros estudos confirmam as ligações entre essas perturbações do campo geomagnético e saúde física. Esta radiação aumentada resultou em câncer, perda de realidade, depressão, hiperatividade, problemas cardíacos e circulatórias, doenças do sangue, bem como perturbações hormonais.

De acordo com a NASA, se espera para 2012 e 2013 uma tempestade geomagnética solar de tal violência que ela poderia destruir nações inteiras. Além disso, as correlações entre o aumento da atividade solar e movimentos das placas tectónicas com terremotos, tsunamis e o afundamento de trechos inteiros de terra no mar, juntamente com mudanças climáticas severas, parecem cada vez mais provável.  Avaliando as previsões e profecias antigas com a situação atual, espanta notar o que foi escrito séculos atrás, que o julgamento final vai ser anunciado por esses “Sinais no Céu”!

Mas há muito mais do que sinais no céu. O que Eva Herman tem trazida à luz do dia em termos de maquinações secretas por trás dos muros silenciosos do Vaticano e seus efeitos destrutivos para toda a comunidade humana, pode conter muito bem explosivos perigosos. Um ditado popular afirma que o fedor de peixe estragado começa na cabeça.  Assim, as causas dos novos escândalos em Roma podem estar aqui, se realmente existe um “bom campo” e um do “mau”, que causa atualmente ao reinante Papa Bento XVI. sérias  dificuldades. Quem se preocupa com os desenvolvimentos misteriosos em Roma, recebe neste livro também respostas importantes.

Continua.

Imagem: apoocalipsee.blogspot.com, oestranhocurioso.blogspot.com,

Fonte: Kopp-Verlag, Siegfried Hoffmann,

Astrologia de 2012, Calendário dos Maias e Profecias dos Hopi (2)

Cada dia é mais obvio: Revoltar-se contra os governantes – como é previsto nas profecias – será mais do que necessário, será um ato de sobrevivência!

O primeiro exemplo era o atum vermelho que já está quase extinto! Mas é sintomático, pois os mares estão com alto grau de poluição, envenenando e matando os peixes e em seguida, em virtude da corrente alimentar, o homem.

Segundo exemplo: São gastos milhões e milhões em pesquisas farmacêuticas e todos os dias as industrias produzem toneladas de remédios. Além disso, se tortura até a morte milhões de animais caseiros como cabras, porcos, gado, macacos, peixes, ratos, coelhos e outros como cobaias e mesmo assim a humanidade se torna mais e mais doente!

A verdade é que não existem doenças incuráveis, mas causas para sua existência! Doenças são produzidas para beneficiar as indústrias farmacêuticas!

Por exemplo: Primeiro por nossa alimentação com suas adições e componentes tóxicos, como iodo no sal, flúor na água e pasta de dente. A loucura não para aqui, pois alguém sempre consegue motivar a adição de toxinas nos alimentos para ganhar tão bem que pode corromper qualquer um, especialmente os políticos podres.

Tudo isso é possível pela ignorância do povo, mesmo que já temos alguns remédios na nossa cozinha, como bicarbonato de sódio, por exemplo.

Se queremos curar alguém, temos que começar com a cabeça e incluir a pessoa inteira de uma forma holística.

Nos últimos anos estamos vivendo os contos da carochinhano ramo da Engenharia Genética, subvencionada com bilhões. Os políticos admitiram de ter perdido o chão embaixo dos pés, pois não agem mais como representantes do povo, mas em favor da lobby e não mais para o bem das pessoas, dos animais e do meio ambiente. Poder e o próprio bolso são bem mais importantes para eles.

Como se pode ver neste pais, infelizmente a maioria do povo foi feito de palhaço por um sistema destruidor que não conhece respeito e amor ao próximo, somente poder e dinheiro. Ninguém conhece o sistema do Universo de que qualquer ato errado volta ao causador, mesmo se demora ou ele se encontra longe do local.

Onde se solta sementes e plantas geneticamente modificadas da “Mafia Monsanto e Bayer” na natureza, se desenvolvem mutações terríveis que são difíceis de controlar e que conquistam qualquer espaço na natureza e ninguém pode prever qual será o resultado final.

Não deixe-se enrolar, quando algum quer ti convencer que só acontece no exterior, não, isso acontece bem aqui embaixo do seus olhos e seu nariz.

Por isso: Pense bem, você pode mudar isso! Pense bem o que você pode fazer para melhorar nosso mundo que um bom Deus fez para ti e para me!

Imagem: manosguardanapo.blogspot.com

A humanidade perecerá por “Suicídio Científico”? (4)

Tecnologia sem sabedoria é suicídio

A humanidade desenvolveu em nome da ciência tecnologias notáveis. Porém, como espécie, em termos de sabedoria e maturidade ela se comporta se ainda estivesse na infância. Estamos pior do que crianças com lança-chamas – somos crianças com mísseis nucleares!

Um cientista típico de topo que trabalha para uma empresa ou um órgão do governo é eticamente subdesenvolvidas, sem sabedoria e perspectiva. Cientistas podem ser gênios na sua área absurdamente estreita de conhecimentos técnicos, mas eles não têm qualquer compreensão de quão importante é de colocar limitações no uso do esforço científico no mundo real. Neste exato momento, cientistas estão “jogando Deus com o Universo” no Large Hadron Collider (Grande Colisor de Hádrons), perto de Genebra. Eles tentam encontrar algo que eles próprios ridiculamente chamam de novas “partículas”, embora essas partículas não são partículas.

Em sua busca pelo conhecimento científico estão jogando um jogo muito perigoso com nosso mundo: eles se arriscam com pouca probabilidade, porém catastroficamente fatal, que sua experiência pode produzir um Buraco Negro, capaz de engolir nosso mundo.

Parece ficção científica? A maioria dos cientistas convencionais rejeitar tais idéias como absurdo completo. Mas seus colegas também nos garantiram que a energia nuclear, transgênicos, agrotóxicos, flúor e muito mais são seguros. Se há uma coisa que podemos notar no mundo de hoje como a verdade, é que os cientistas superestimam de longe – e ingenuamente – a segurança das suas próprias experiências. E com freqüência lesões graves, morte e destruição para as pessoas inocentes ao redor deles.

Em outras palavras, os cientistas são um perigo para o nosso mundo. E eles devem ser imediatamente acorrentados antes que eles destruam as condições do nosso planeta que tornam a vida humana impossível.

A História ensinou-nos que os cientistas hoje não são capaz de prever as conseqüências das suas ações ao longo prazo. Acontece que a natureza do universo é muito mais complexa do que os cientistas mais brilhantes são capaz de imaginar. E quando eles começam a “brincar de Deus” com o mundo natural, podem acontecer coisas inesperadas. O proverbial Murphy era um otimista. Porque as coisas não só vão mal, quando se podem dar errado – eles vão dar errado de tal forma desastrosa, que simplesmente não se pode prever.

A sexta extinção em massa no nosso planeta poderia ser causada pela própria “Ciência”.

Já houve cinco eventos de uma extinção em massa no planeta, sendo a última extinção em massa do Cretáceo-Terciário.

O sexto evento poderia ser acionado pela própria ciência, ou com um lançamento mundial da radiação radioativa, um incidente de contaminação de fuga genética do ambiente, um desastre de nanotecnologia, a ascensão ao poder de uma inteligência artificial, ou algo ainda pior, que não podemos prever. Nós já estamos à beira de contaminação por Fukushima – uma situação precária, da qual depende “o destino do nosso mundo.”Quantas vezes a nossa própria sobrevivência já estava ameaçada em nome da ciência?

Se continua a atitude Wild West (Faroeste) de “tudo é possível” na ciência, como ela é praticada hoje, e não será controlado pelo princípio de auto-preservação, continua também o risco que a humanidade se torna vítima sem querer de uma ciência bem intencionada, mas descontrolada.

Então, vamos nos tornar agora ativo e parar a ciência, que nos todos põem em risco de vida, para nos afastar do precipício de suicídio científica.

Estas são os dez “projetos científicos”que mais ameaçam a sobrevivência da humanidade hoje:

1.Energia Nuclear (especialmente Fukushima)
2.GVO (auto-replicante contaminação genética do ambiente)
3.Nanotecnologia (auto-replicantes máquinas microscópicas)
4.Armas Biológicas (auto-replicantes armas microscópicas)
5.Experiencias na atmosfera (HAARP e outros pulverizados em altitudes elevadas)
6.Inteligência Artificial (AI, juntamente com hardware assassino drones)
7.Experimentos físicas com aceleradores de partículas (o Large Hadron Collider)
8.Químicas para destruir os polinizadores (pesticidas sintéticos que matam as abelhas)
9.Armas Nucleares
10.Vacinas convertidas em armas (vírus vivos para vacinar pessoas)

Imagem: projetoquartzoazul.blogspot.com

A humanidade perecerá por “Suicídio Científico”? (3)

maio 28, 2012 1 comentário

A Ciência está nos matando, se você está acreditando ou não!

Como espécie estamos cometendo suicídio, pois permitimos que a ciência domina a nossa medicina, agricultura e indústrias de defesa. Na medida em que permitimos que os cientistas usam o mundo para suas experiências perigosas sem os testes adequados – as vacinas da gripe, por exemplo, nunca foram cientificamente testadas a respeito da segurança ao longo prazo – estamos apenas cavando mais rapidamente a nossa própria sepultura. Precisamos aprender a acorrentar as cegas ambições de cientistas arrogantes que querem “brincar de Deus”. Caso contrário, os objetivos irresponsáveis da “ciência sem sabedoria” necessária vão levá-nos a nossa própria morte.

Em seguida, podemos esperar que em nome da ciência surgem robô-drones – um novo tipo de máquinas-terminadoras (drones Al não tripuladas), que podem sem pensar lançar bombas sobre uma população civil, ou atirar neles. Tais drones são desenvolvidos, naturalmente, em nome da “ciência”, com todas suas estranhas fantasias egocêntricas dos inventores, que apesar dos seus intelectos superiores, nunca conseguiram estudar a história da humanidade.

E se não somos atingidos pelos drones, então a nanotecnologia pode significar a nossa morte. Os cientistas já estão testando esta perigosa tecnologia, e se apenas um de tais experiências leva a um resultado do auto-replicante “grey goo” (lodo cinza), todo o nosso mundo seria inevitavelmente engolido pelas máquinas microscópicas de auto-replicantes. Em comparação, a GMs (geneticamente modificados) são relativamente inofensivos.

Se quisermos sobreviver, temos de forçar a “Ciência” de se limitar pelo Principio de Precaução!

Se quisermos superar esta ganância interminável, arrogância e ambição dos cientistas de hoje – cujo trabalho mais parece como manuseio de crianças pequenas com lança-chamas em vez de um comportamento de adultos maduros – então devemos forçar a ciência, a submeter-se ao princípio da precaução.

O princípio da precaução significa que temos de exigir em experimentos com a natureza de sempre agir no lado seguro e não olhar apenas os lucros. Em termos práticos, isto significa que jamais devemos deixar soltos programas genéticos de auto-replicação (OGM) no mundo e permitir que as sementes experimentais são dispersas pelo vento sobre o continente inteiro.

Nunca devemos construir Usinas Nucleares altamente radioativos onde a eletricidade é necessária para bombas do sistema emergencial para evitar um colapso nuclear. Tais sistemas devem ser concebidos de modo que elas são desligadas durante uma falha de energia, de modo que o núcleo do reator não entra em estado crítico.

Nós nunca devemos pulverizar produtos químicos sintéticos sobre culturas de terras e solos aráveis para matar insetos, se não sabemos o impacto de tais neurotoxinas ao longo prazo no ecossistema.

O princípio da precaução reconhece que a civilização humana é vulnerável e, que experiencias que soam cientificas, podem reagir enlouquecido de uma maneira que não se pode prever nem com a mente mais brilhante e com as melhores intenções.

Tecnologia sem sabedoria é suicídio!

Continua.

Imagem: nepfhe-educacaoeviolencia.blogspot.com

A humanidade perecerá por “Suicídio Científico”? (2)

Além do que já dito ontem, há uma outra constatação mais profunda: a maioria destes chamadas “Ciências” são apenas Ciências Fraudulentas de charlatões, distorcidas por corporações gananciosas.

A verdadeira ciência é a busca do conhecimento, não a busca apenas do lucro!

Mas hoje em dia é difícil de encontrar ciência verdadeira. A maioria do que acontece é a ciência em nome das empresas com o único objetivo de alcançar o poder para dominar mercados e maximar lucro.

Na medicina, por exemplo, não se trata de buscar novas drogas para ajudar as pessoas, mas principalmente para aumentar o seu lucro trimestral. Mas isso você já sabia. Apenas os mais ingênuos ainda acreditam que a “Big Pharma” se interessa honestamente pelo bem do povo.

No mundo dos OGM não importa ” alimentar o mundo”, como é ridiculamente alegado pelos corruptos e criminosos defensores. Pelo contrário, eles querem “possuir o mundo” e utilizam alimentos como armas contra os povos do mundo. Quem governa o abastecimento de alimentos, em última análise domina tudo e todos. A Monsanto está absolutamente determinado a dominar o mundo, …não para alimentá-lo.

Também as vacinas não são desenvolvidos para prevenir doenças e melhorar a saúde em geral. Melhorias sanitárias e suplementos de vitamina D por preços bem mais baratas poderiam evitar facilmente doenças infecciosas. Vacinas somente servem para duas coisas: 1. Controle da população e 2. para negócios posteriores da indústria farmacêutica, especialmente para combater os efeitos adversos da vacinação anterior. (Vacinas causam danos, entre outros órgãos, principalmente fígado, rim, cérebro e intestinos).

A “ciência” praticada hoje, é uma ciência de dominação e controle. Ela quase nunca é utilizado para fins humanitários, quer dizer para ajudar os seres humanos. Mesmo todo o sistema de “propriedade” intelectual de patentes e marcas é usado para colocar os monopólios corporativos acima da inovação. Assim, o acesso a essas inovações é negado ao público em geral. Leis de propriedade intelectual foram distorcidas e exploradas pelas grandes corporações para sequestrar o processo de inovação e eliminar a concorrência. Em última análise, todas as empresas querem um monopólio mundial sobre o seu setor de indústria.

Universidades, onde antigamente a pesquisa real em pro da humanidade era valorizada, hoje recebem e se aproveitaram do dinheiro do contribuinte, para desenvolver produtos químicos patenteáveis, que são licenciadas pelas empresas farmacêuticas (ou fabricantes de pesticidas). Em troca, as universidades recebem doações que as tornam mais ricas.

Como resultado dessas tendências, a “ciência” é hoje sinônimo de corrupção, desonestidade, ganância e morte. “Cientistas” – pessoas que praticam tal ciência – são Engenheiros da Morte; suas inovações até podem trazer a curto prazo benefícios, mas muitas vezes – a longo prazo – levam a morte e destruição. Por exemplo, a herbicida “Roundup” destrói o solo e promove o desenvolvimento de “super ervas daninhas”, resistente a pesticidas. No campo da biologia humana vemos esse resultado – morte e destruição – no abuso generalizado de antibióticos e o aumento alarmante em “Bactérias Multi-Resistentes”, MRSA, e outros “Super-Germes”.

Tais inovações “científicos” – é claro – foram desenvolvidas por pessoas bem-intencionadas que não tinham a intenção de produzir perdas de colheitas freqüentes e infecções por estafilococos resistentes a antibióticos. Mas, porque eles fizeram exatamente isso, eles tornaram-se com boas intenções especialistas daquilo que o diabo gosta.

A ciência está nos matando.

Continua.

Imagem: ceticismo.net

A humanidade perecerá por “Suicídio Científico”?

Esta questão séria está sendo investigado por Mike Adams, também chamado de “Health Ranger”, algo como guarda-saúde. Ele está muito preocupado que a humanidade pode ser aniquilada em nome da Ciência.

Por esta razão ele apela: “Se queremos garantir nossa sobrevivência, então nós devemos primeiro impedir esses “cientistas” de destruir o nosso mundo e a nossa civilização.”

Atualmente, todo o hemisfério norte está diretamente ameaçada por maciças radiações mortais do reator avariado No. 4 em Fukushima (O reator n º 4 de Fukushima corre o risco de um colapso catastrófico, 85 vezes maior liberação de césio-137 que em Chernobyl, a civilização humana está em perigo).

Nosso mundo está atualmente de apenas um terremoto distante de um apocalipse nuclear – por culpa dos cientistas que afirmavam sempre que a energia nuclear é segura e barata.

E enquanto nós estamos vivendo sob a ameaça direta de serem dizimados pelo radioativo césio-137, cientistas genéticas estão colocando em risco o futuro do nosso mundo através de uma poluição genética auto-replicante.Eles trabalham para a Monsanto, DuPont e outras empresas de biotecnologia, que por ganancia, arriscam a futura vida na Terra.

Bill Gates e todos os outros que fizeram campanha para os OGM (Organismos Geneticamente Modificados) e que admitiram que eles foram liberados em nosso mundo, são culpados de crimes contra a humanidade e a natureza. Eles são uma ameaça para a vida futura nesta na Terra e devem ser parados.

No campo da biologia humana, nossa própria existência está ameaçada por vacinas tóxicas. Estas vacinas, para quais se faz propaganda em nome da “ciência”, levam a danos neurológicos graves e infertilidade generalizada, para que os membros da espécie humana não se podem mais reproduzir.

E quanto ao nosso abastecimento global de alimentos: a morte de abelhas por culpa do uso generalizado de pesticidas químicos, produzidas por empresas farmacêuticas? Claro, que estes pesticidas ocorre em nome da “ciência louvada”. “Uma vida melhor através da química”, você se lembra?

E realmente, se considerar seriamente o que está agora ameaçando a nossa civilização e o nosso planeta – tudo se faz sempre em nome da ciência!

Morte através da Ciência

-Pesticidas tóxicas que poluem rios e solo? “Ciência!”

-Medicamentos tóxicos que matam as pessoas e poluem a água? “Cientifico!”

-O envenenamento em massa da população a partir de compostos tóxicos de produtos de resíduos industriais, chamados de “Flúor”? Tudo para a “Ciência!”

Bombas atômicas, que já dizimou muitos civis? “Ciência!”

Mamografias e outros procedimentos de imagens médicas que na realidade produzem câncer? “Cientificamente!”

-Quimioterapias toxicas, Mastectomias “profiláticas”, a Radioterapias contra câncer? Claro, tudo “científico”.

Envenenamento em massa de crianças – e adultos também – por restaurações dentários com amálgama de mercúrio? Eles chamam isso de “Odontologia cientifica!”

-O adoçantes Aspartame em refrigerantes e alimentos? “Doce veneno cientifico!”

Existem inúmeros outros atrocidades, mas tudo isso mostra bem claro: Em nome da Ciência a humanidade será extinta!

Continua.

Imagem: Kopp-Verlag

Fonte: Mike Adams